Forfun – Quem são?

Para quem não conhecem o Forfun é uma banda independente brasileira, formada em 2001 no Rio de Janeiro. O grupo, que conta com quatro integrantes: Danilo Cutrim (guitarra e vocal), Rodrigo Costa (baixo e vocal), Vitor Isensee (guitarra, samplers, sintetizadores, teclados, escaleta e vocal) e Nicolas Christ (bateria), alcançou seu reconhecimento através da internet e divulgação boca-a-boca, sendo sempre muito próximos de seus fãs.

E por isso a banda começou fazendo pequenos shows por todo o estado do Rio, e em 2004, com a ajuda de amigos e fãs, eles passaram a ser chamados para se apresentar em diferentes estados do Brasil.

Após o lançamento de 2 álbuns independentes (“Das Pistas de Skate às Pistas de Dança e“Teoria Dinâmica Gastativa”), o grupo foi convidado pela MTV Brasil a participar do CD/DVD MTV Ao Vivo: 5 Bandas de Rock, ao lado do NX Zero, Fresno, Hateen e Moptop. Essa apresentação deu bastante reconhecimento para a banda.

                          

O reconhecimento da mídia, contudo, chegou mesmo em 2009, quando, após o sucesso de“Polisenso”, a banda recebeu o prêmio de “Melhor Banda de Rock” no Video Music Brasil, da MTV.

Eu fã…

Conheci os meninos do Forfun através da MTv, e tenho que disser tai um povo que eu acho que brincava de palavra cruzada com um dicionário, só pode. Desde sempre tratando de temas atuais e da realidade de todos os brasileiro, essa mistura de ritmos faz com que se apaixone pela banda.

Os pimpolhos não tem as letras mais faces do mundo, por isso não á um grande numero de divulgação por conta da mídia para suas musicas. Apesar dos meninos serem bem apessoado as menininhas não corre atrás deles por conta da complexidade dos temas abordados disco apos discos.

Se você procura uma banda diferente para ouvir ta ai uma boa.

Ouve ai e me diz o que achou.

#NossoObjetivoÉSatisfazer

Anúncios

Resenha- O Lado Bom da Vida

Sinopse:

Pat Peoples, um ex) professor na casa dos 30 anos, acabou de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um ” tempo separados”.

Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrenta uma realidade que não parece muito promissora.Com o pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida.

Uma história comovente e encantadora, de uma homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança.

Matthew Quiinck constrói tantas situações absurdas, permeadas por sentimentos tão verdadeiros, que é impossível não torcer poer seu improvável herói

O que tenho a disser…

Pat é adorável e sua história de vida pouco convencional tem tudo para se torna um best-seller.

Se você decidir ler esse livro acho bom você está consciente de provável derramamento de lágrimas é de fundamental importância ter uma ou melhor varias caixas de lenços de papel.

Não vou mentir e disser que morri de amores pelo Pat, por que não morri, na maior parte da historia queria bater com um taco de basebol na cabeça dura dele. Mas, entendia sua dor, sofria com ele,  adorava  sua doçura e certa inocência.

E como não amar a desbocada, temperamental e sincera Tiffany? Ela é aquele tipo de personagem que fala exatamente o que você diria se estivesse no lugar dela. Não é doce a ponto de ser estúpida, ta mais para mal humorada, é leal e divertida, do tipo que você se apaixona logo nas primeiras paginas.

(fã arte)

Mas o que realmente encanta nessa historia é a sua lição que ele passa, mesmo que tudo esteja uma M#$%¨*@ sempre á um lado bom. A forma como Quinck escreve faz parecer que é o próprio personagem falando é não um escritor. Faz com que o leito se apaixone ainda mais pela historia (mesmo querendo bater no Pat algumas vezes).

É difícil não se emocionar com o destino de um homem que, apesar da muitas provações, ainda tenta acreditar na esperança e na fidelidade, enquanto trava uma batalha para recupera sua sanidade mental

É uma bela historia que faz refletir sobre a vida, perda, família, amizade, lealdade, paixões, fidelidade, amor e principalmente a felicidade. Aparente-se tanta felicidade na frente dos outros, realmente a sente?

Um livro muito reflexivo, ótimo para quem costa de um bom drama com comédia.

Curtiu? Vai la ler e depois corre aqui e me conta o que achou.

Beijinhos de Glitter!!

#NossoObjetivoÉSatisfazer

Resenha – Trilogia This Man

Sinopse: 

A jovem designer de interiores Ava O’Shea tem uma reunião de consultoria com o sr. Jesse Ward, proprietário do misterioso O Solar. Ela está esperando nada mais do que um homem velho, acima do peso e que usa terno e gravata, mas dá de cara exatamente com o oposto. Jesse é devastadoramente bonito, charmoso e confiante. Mas também é vaidoso, arrogante e não conhece limites. Ava não quer se sentir atraída por ele, mas não pode controlar o efeito avassalador que esse homem tem sobre ela. Cada instinto está lhe dizendo para correr, mas Jesse Ward não está disposto a deixá-la escapar. Ele a quer e está determinado a tê-la. Ava sabe que está prestes a entrar em um relacionamento intenso e conturbado, mas o que fazer se ele não a deixa ir?

O que tenho a disser…

” Um, dois, três , zero, baby ”

Ela obstinada, sexy , independente, coloca sua careira em primeiro lugar, sem tempo para relacionamentos.

Ele determinado, sombrio, ferido, quebrado por dentro, com um passado que o assombra, diabolicamente sexy e consciente do que quer e não aceita não como resposta.

Como não poderia deixar de ser, é um romance clichê, mas por mais clichê e batido seja o romance ele cativa o leitor. A escritora cria um vinculo emocional com o leitor que o faz devorar os paginas em minutos.

” Não desvie os olhos Ava, olhe-me nos olhos enquanto a faço minha ”

A paixão avassaladora entre os dois encobre segredos que pode destruir essa bela estória de amor. Ava O’Shea  se perde no charme do encantador e enigmático  Jesse Ward, porem, ela sabe que algo não se encaixa nessa perfeição toda de homem. Enquanto isso  Jesse Ward se encanta por ela  e fara de tudo para que ela faça parte da sua vida, nem que para isso os seus mais obscuros segredos  tenham que ser revelado, mesmo que isso o custe  Ava. E para ter Ava novamente em sua vida ele fara de tudo e usar todas as suas armas

O que faz desse um bom romance? 

A humanização do personagem principal ( James) onde ele não é mais um homem perfeito (mesmo sendo) que as romancistas tentam vender aos leitores, a personagem feminina por mais apaixonada que esteja não aceitas as coisas pela metade, criando assim um casal explosivo, com personagem secundários cativantes faz deste um bom romance para se ler.

Mas o que realmente cativa na historia toda é que por mais que eles lutem, por mais que tentem, não conseguem esconder a grande paixão que estão vivendo. O livro aborda a questão do primeiro amor, das dificuldades de um relacionamento, de limites a serem respeitados em uma relação e principalmente a confiança e a cumplicidade de que um casal deve ter.

O fato dela se apaixona de olhos bem aberto, ela sabe que ele não é santo, conhece todos os seus segredos e mesmo assim o ama.

Ava não é nem uma princesa que precisa ser socorrida a cada momento, ela e moderna, tem sua careira, seu caráter e defendera o que acredita com umas e dentes mesmo se entregando de corpo e alma nessa relação.

O personagem masculino e similar a muitos outros de diversos livros do gênero( e com os caras da vida real) , ele esta assustado com seus sentimentos, primeira mente, corre como todo homem que nunca se apaixonou na vida, sem falar dos seus traumas e segredos, mas, mesmo assim vai persegui ate conseguir ter a pequena Ava presa a ele para sempre.

QUEM SERA QUE CANHA ELA LUTA DE GIGANTES?

Fofo né

Corre, da uma lia e me diz o que achou.

Beijinhos açucarados!!!

#NossoObjetivoÉSatisfazer 

Sorry Honey 😦 Não tem legenda.

Resenha- Cinquenta Tons de Cinza

Eu sei que todo mundo já fez, mas, eu tenho minhas opiniões oras U.U

Eu poderia assistir você dormir para sempre.

Sinopse 

Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja — mas em seus próprios termos.

Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso — os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família —, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos…

O que tenho a disser 

“A linha entre o prazer e a dor, é muito fina.”

O romance criado por E. L. James é muito maior do que a “pornografia” deliberada de que muito falam. A historia é a de um jovem casal que tem seus problemas, medos anseios , traumas e desejos ( seja eles sexuais ou não). O fato da autora aborda o tema  BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) é só uma forma de chocar e atrair o leitor (O que deu certo U-U) , o que mostra o quando alguns temas ainda são tabus em pleno século XXI. 

 

O romance criado por E. L. James é muito maior do que a “pornografia” deliberada de que muito falam. A historia é a de um jovem casal que tem seus problemas, medos anseios , traumas e desejos ( seja eles sexuais ou não). O fato da autora aborda o tema  BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) é só uma forma de chocar e atrair o leitor (O que deu certo U-U) , o que mostra o quando alguns temas ainda são tabus em pleno século XXI. 

Todos os sinais de alerta estavam ali, eu só fui muito burra e estava muito apaixonada para não ver.

Ana e Christian vivem um amor conturbado. Ana por sua inocência se apaixona perdidamente pelo cavaleiro de armadura dorada e se sente confusa pela profundeza de seus sentimentos, e como todos os jovens se entrega sem reservas. Enquanto  Christian sofria com seus demônios, com seu passado conturbada e sua aversão a si mesmo, ele se questiona se é bom o suficiente para a pequena Ana e se deveria leva-la nessa maré caótica que é sua vida . 

   

Quero que a gente dê certo, mas estou apavorada com a profundidade do sentimento que tenho por você.

Como o amor é um artista temperamental, eles embarcam nesse universo desconhecido para ambos, Christian mostra a sua verdadeira face, o que primeiramente deixa Ana apreensiva, o que logo da lugar a curiosidade e munida de coragem busca entender o seu amado. 

Por algum motivo não consigo ficar longe de você.”

O que da inicio a novas descobertas, sentimentos desconhecido afloram, duvidas são levantadas, e algo inusitado e incrível acontece… Outra coisa que cativa nesse livro, é que ele tem a sua própria trilha sonora, independente do filme, cada personagem e momento tem a sua música tema que você pode ouvir e se perde na leitura. 

Gostou? Lei o livro e se surpreenda!!!

E não perca a adaptação para o cinema dessa delirante historia.

Nosso objetivo é satisfazer

‪#‎MrsGreywillseeyounow

Continuar lendo

Resenha- Só Entre Nós: Abelardo e Heloísa.

Sinopse:

 Abelardo e Heloísa encontram-se pelos caminhos virtuais da Internet e tecem seu romance em uma troca cotidiana de cartas, e-mails, poesias e sonhos. Jovens, idealistas, solitários, eles falam do amor, da amizade, da dor e da alegria, apresentando-nos o universo adolescente em sua característica mais evidente: as descobertas, de si mesmo e do mundo.

Após o grande sucesso na Internet da primeira novela juvenil online, a editora Saraiva coloca à disposição a versão impressa de “Só Entre Nós – Abelardo e Heloísa”. Uma história de amor de dois jovens que, apesar de bastante diferentes, têm em comum a solidão.

O que tenho a dizer

Só Entre Nós é o tipo de livro para ler com um lencinho, por que você vai chorar! É uma historia que nós faz questionar nossa sanidade.

A historia e narrada a partir, na maioria das vezes, do ponto de vista de Carlos Abelardo Peçanha Filho, vulgo Abelardo, que tenta suprimir sua solidão e tristeza através de cyber amizades,vivia viajando em busca de uma amigo, ate que surge o seguinte anuncio:

É a parti dai que realmente começa nossa jornada, Abelardo ,ate então sozinho, conhece Heloísa uma menina diferente de todas que ele conhece e assim nasce uma amizade,confidentes eles conversam, por e-mail, sobre tudo dês de como foi o dia  ate os segredos que os perturbam,contam coisas que não contariam a mais ninguém,eles se passam a se corresponder também através de cartas onde eles percebem que a muito mais do que simples amizade,e um lindo e terno amor surge e ganha força e força;

Mais como tudo não são rosas,os nossos queridos e cativantes protagonistas tem um gigante desafio para passar provar e que tudo é real mesmo que seja Só Entre Nós.

Um livro bem escrito, com uma linguagem atual,apesar de tanto tempo de escrito, aborda temas que ainda assola o adolescentes de forma simples, apesar de ter seu quinhão de drama é uma leitura gostosa Abelardo e Heloísa mostra que nunca se está realmente sozinho. É uma leitura rápida e gostosa,eu recomendo.

“Quero que hoje uma pessoa fique feliz por ter me encontrado.” 

                                                                     Doutor Pauchet  

#NossoObjetivoÉSatisfazer

Resenha- O Pacto

“O pacto é bom como o diabo! Joe Hill é um escritor excepcional, com uma incrível imaginação. Ele tem o talento especial de conduzir os personagens e os leitores a situações sobrenaturais.” – USA Today

Sinopse

  Ignatius Perrish e Merrin Williams se conheceram muito jovens e o amor que nasceu entre eles era tudo o que duas pessoas podiam desejar na vida. O que não imaginavam era que, depois de quase uma década, sua história estaria fadada a terminar numa terrível tragédia. Merrin foi estuprada e morta em condições inexplicáveis e todas as suspeitas recaíram sobre Ig. Após um ano vivendo num purgatório de sofrimento e solidão, ele acorda certa manhã com uma enxaqueca terrível e descobre algo aterrador: havia criado chifres durante a noite. A primeira coisa que pensa é que se trata de uma alucinação, fruto de sua mente perturbada e deprimida. Mas logo percebe que os chifres são reais e têm o extraordinário poder de impelir as pessoas a confessar seus pecados e segredos mais obscuros. Agora Ig vai tirar proveito desse talento macabro para acertar as contas com o monstro que lhe roubou Merrin e acabou com todos os seus sonhos. Ser bom e rezar pelo bem parece não ter levado Ig a lugar nenhum. Agora o diabo assumiu o controle. E, quando ele concede um desejo a alguém, cedo ou tarde volta para cobrar o que lhe devem.
” Quando  as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno,  ser o diabo não é tão mau assim”

                           

O que tenho a dizer 

Ao ler o pacto você se questiona sobre muitas coisas.Sobre o bem e o mal .Principalmente sobre este mal que á nos homens. Ig inicia a narrativa como um personagem de pensamentos sombrios e tristes, atitudes questionáveis. Ao decorre da historia você acaba se apaixonando por ele e outros poucos personagens, você conhece seus traumas e motivos por trás das suas ações.

Adorei a forma com que o autor conta a historia, gosto do modo como é descrito cada personagem, suas emoções, seus sonhos, seus desejos,seus segredos e personalidade. Isso da uma sensação de realidade  faz com que nos familiarizemos com os personagens e nos apaixonemos por eles.

A historia tem um desenrolar tenso em certas parte, mais não torna o livro uma leitura chata, pelo contrario, por ter a medida certa de suspense e horror faz com que o leitor leia cada pagina com mais vontade. Se você tem coraçãozinho fraco essa não uma leitura que você vai querer encarar, mais se você for uma leitora corajosa ( vai com tudo flor)   e  que se aventura em um novo gênero literário, Joe Hill é o cara. Com o seu romance contemporâneo, mistura uma pitada de surrealismo e realismo estremos com um toque do macabro explicito carregado de chulas, termos depreciativos e descrição de situações degradantes  ( se você já leu algum livro do Stephen King sabe do que eu estou falando) o livro a borda “Eu interior”, os nossos monstros internos. Nos faz questionar tudo e todos. a ponto de revermos as nossas atitudes e os nossas reas motivações.

 Quando eu lia o livro só me  vinha a mente uma musica “Quatro Vezes Você” ( não sei se vocês conhecem) do Capital Inicial,  na verdade não toda a letra mais sim o refrão

“O que você faz quando

Ninguém te vê fazendo

Ou o que você queria fazer

Se ninguém pudesse te ver”

Para mim esse livro meche bem com a nossa cabeça, com quem somos, e o que queremos ser, o que fazemos pelos outros, e o que queremos que os outros façam pela gente. O livro é maravilhoso, o escrito acertou em cheio a cada letra é uma ótima leitura #EuIndico

Sobre o Autor

Filho do Stephen King  um dos maiores ( se não o maior para seus fãs)  escritores da literatura  estrangeira, um dos maiores autor do gênero de terror.

#HelloDaddy

E como não podia deixar de ser, Hill  herdou todo o talento do pai, O Pacto é o seu terceiro livro, autor também dos livros  A Estrada da Noite e da coletânea de contos “Fantasmas do Século XX“, todos publicados no Brasil pela Editora Arqueiro

                           

Já ganhou diversos prêmios por seus contos, incluindo dois Bram Stoker,o mais importante da literatura de horror.Hill mantém um blog, além de escrever de forma muito ativa e inspirada em seu perfil no Twitter. Ele mora na Nova Inglaterra com a mulher e os filhos.

 #NossoObjetivoÉSatisfazer