Resenha Entre o Agora eo Nunca

Sinopse

Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela. Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para a rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino. Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho.
Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois. Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos.
Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, ‘Entre o Agora e o Nunca’ é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.

J.A. Redmerski ( Essa mulher não é incrível?!)

Jessica Ann Redmerski é autora best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Começou a carreira de escritora autopublicada em 2012 e com o sucesso de “Entre o agora e o nunca” logo assinou contrato com uma grande editora. Hoje seus livros já estão traduzidos em vinte idiomas.

Jessica mora em North Little Rock, no Arkansas, com três filhos, dois gatos e um cãozinho maltês. Ela adora filmes, séries e livros provocadores e é muito fã de The Walking Dead. Seus desejos incluemBATER PAPO com John Noble, Bryan Cranston e Michael C. Hall, superar sua longa lista de medos bobos, encontrar uma camisa de que realmente goste e viajar pelo mundo com uma mochila nas costas e um parceiro no crime.

(Fonte: Editora Objetivo)

O que tenho a disser

Sabe aquele livro que faz você para é prensar

– Que merda to fazendo da minha vida?

Bem esse é o livro, não é só mais um romance bobo, Camryn toma uma decisão difícil (e ate imprudente) ao pegar sua mochila e embarca numa viajem sem rumo, onde você a ver refletir sobre inúmeras coisas e aprender outras tantas.

O pior tipo de choro não era o tipo que todo mundo poderia ver, o choro nas esquinas, as lágrimas sobre a roupa. Não, o pior tipo acontecia quando sua alma chora e não importa o que você faça, não tem como confortá-la. Um pedaço murcha e vira uma cicatriz naquela parte da sua alma que sobreviveu.

 Andrew toma um ônibus como forma de protelar um encontro, varias coisas estão se passando pela sua mente. Seu pai, uma pessoa que ele ama esta sofrendo, seus irmãos estão sofrendo, ele esta sofrendo, sem falar de coisas que estão acontecendo com ele ( você vai chorar nessa parte).

— Você nunca chora? — pergunto. — Nem por outros motivos? Alguma vez você já chorou?
Ele bufa.
— Claro. Todo mundo chora, até caras fortões como eu.
— Tá, me diz uma vez.
Ele responde com facilidade:
— Um… um filme me fez chorar, uma vez — mas de repente parece constrangido, e talvez arrependido da resposta.
— Qual filme?
Ele não consegue me olhar nos olhos. Sinto o clima pesando menos entre nós, apesar do motivo por trás do peso.
— Que importa isso? — Andrew desconversa.
Sorrio e chego mais perto dele.
— Ah, conta logo, vai, que foi, acha que vou rir de você e te chamar de mulherzinha?
Ele abre um tênue sorriso por baixo do rubor constrangido do seu rosto.
Diário de uma Paixão — ele diz, tão baixo que não consigo entender direito.
Você disse Diário de uma Paixão?
— É! Chorei vendo Diário de uma Paixão, tá?
Andrew me dá as costas e eu uso todas as minhas forças para não cair na risada. Não acho nada engraçado ele ter chorado vendo Diário de uma Paixão; o que é engraçado é ele ficar tão humilhado por admitir.
Eu rio. Não consigo segurar, o riso simplesmente escapa.

Quando os dois se encontram e embarcam numa aventura muitas coisa acontecem. Descobertas pessoais, crescimento de cada um, e assim começa um romance divertido, erótico , dinâmico e lindo.

Não é mais um romance sem graça, onde a mocinha é dócil e o mocinho é fodão.  Os dois são retardados, chorões e doidos. O que só faz com que se apaixone perdidamente por eles. Sem falar no incrível playliste que a na historia, se você gosta de um bom rock clássico, este é o seu livro.

Da uma olhada.

 

Curtiu? Vai la ler e depois corre aqui e me conta o que achou.

Beijinhos de Glitter!!

#NossoObjetivoÉSatisfazer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s